Skip to content

Coronavírus no Brasil: O que é, sintomas, como se proteger do vírus e muito mais!

Coronavírus no Brasil: O que é, sintomas, como se proteger do vírus e muito mais!
Coronavírus no Brasil 2020: o que você precisa saber!

O Covid-19 (novo coronavírus) apareceu pela primeira vez em dezembro de 2019 na cidade de Wuhan – China, como se espalhou de forma rápida, no início de 2020 o mundo inteiro se voltou para saber mais sobre a pandemia mundial.

Muitas fake News foram circuladas e muitas pessoas acabam vivendo em estado de alerta quanto ao vírus aqui no Brasil.

Mas… existe algo de verdade nas Fake News? Pode existir uma propagação da doença no Brasil? Estamos em perigo?

É muito importante saber detalhes sobre o coronavírus, principalmente se você está com alguma viagem marcada para fora do Brasil, alguns cuidados extras podem ser necessários e não esqueça se estiver com sintomas de gripe, fique em casa.

🦠O coronavírus covid-19 passou em poucas semanas de uma emergência local na China para uma pandemia que ameaça o planeta.

Para conferir essas informações continue em nosso artigo de hoje e conheça o novo vírus que colocou o mundo em alerta máxima.

O que é o Coronavírus?

Em primeiro lugar, é preciso entender que se trata de uma família de vírus identificadas em 1960 e comum entre os animais, que podem desencadear doenças no ser humano desde um resfriado comum a síndromes respiratórias mais graves, como é o caso da Síndrome Respiratória Aguda Grave e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers).

O Coronavírus é considerado um vírus zoonótico, ou seja, pode ser transmitido entre o ser humano e outros animais. A maioria de tipos coronavírus não chegam a infetar aos seres humanos.
O novo coronavírus, originário de Wuhan (China), seu nome inicial era 2019- nCov, por ser o ano que apareceu pela primeira vez no ser humano, porém, o vírus foi rebatizado e agora é chamado de COVID – 19.

A China reportou diversos casos de doentes com uma pneumonia desconhecida para a Organização Mundial da Saúde (OMS), no relato, a causa dessa pneumonia é desconhecida e começou em trabalhadores e clientes de um mercado de peixe e aves na cidade de Wuhan, o grande foco de alerta.

Contagio Coronavírus Wuhan Chna

O vírus denominado cientificamente de COVID – 19 foi classificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como emergência internacional.

🌍 Brasil é o 6º em número de mortes e Congresso e STF decretam luto.

Os tipos de coronavírus conhecidos até agora são:

  • Alpha coronavírus 229E e NL63.
  • Beta coronavírus OC43 e HKU1
  • SARS-CoV (causador da Síndrome Respiratória Aguda Grave ou SARS).
  • MERS-CoV (causador da Síndrome Respiratória do Oriente Médio ou MERS).
  • SARS-CoV-2: novo tipo de vírus do agente coronavírus, chamado de novo coronavírus, que surgiu na China em dezembro de 2019.

O que é uma pandemia?

Se uma doença se espalha não só a nível regional, mas também entre países e continentes, os cientistas referem-se a uma pandemia.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), as pandemias são frequentemente causadas por novos patógenos ou tipos de vírus emergentes. Por exemplo, podem ser zoonoses, ou seja, doenças que são transmitidas dos animais para os seres humanos.

Se uma doença é nova para os humanos, muito poucas pessoas ficarão imunes ao vírus. Também não há vacinas neste caso. O que pode fazer com que um grande número de pessoas fiquem doentes ou possam chegar até falecer.

ONU: Coronavírus é a crise mais grave que o mundo enfrenta desde a 2ª Guerra Mundial.

Transmissão do Coronavírus (rebatizado de Covid-19)

Ainda não se sabe muitos detalhes em relação a transmissão do Coronavírus, já que é tudo muito novo. Porém, até agora há informações de uma disseminação de pessoa para pessoa.

Ou seja, quando acontece o contato com o doente ou por gotículas respiratórias. Estima – se que o contato há cerca de 1 m pode fazer com que a pessoa fique exposta a infecção. O vírus pode ser transmitido mesmo antes de os primeiros sintomas se manifestarem.

Ou seja o COVID19 pode ser transmitido pela saliva, espirro, tosse ou um simple aperto de mãos.

O que é Coronavírus

Quanto ao período de incubação a média é de 5 dias, em alguns casos podem chegar a 12 dias, geralmente é tempo o suficiente para os primeiros sintomas surgirem.

No começo os especialistas achavam que a doença somente era transmitida de animais para humanos. Mas, depois do aumento do número de casos, descobriu-se que a transmissão poderia acontecer de uma pessoa para outra mesmo nem apresentando ainda nenhum tipo de sintomas.

O coronavírus já matou a mais de 284.000 pessoas (a maioria nos Estados Unidos, Espanha, Reino Unido, França e Italia) e infectou a mais quatro milhões de pessoas em 216 países: além da China, há registros de casos no Japão, Tailândia, Taiwan, Coreia do Sul, Vietnã, Australia, Singapura, Hong Kong, Alemanha, Flipinas, Australia, Canada, India, Arábia Saudita, Finlandia, Israel, Sri Lanka, Brasil entre muitos outros em todo o planeta.

Tenha em conta que das mais de 4.200.000 de pessoas infectadas pelo novo coronavirus delas 1.505.000 já estão recuperadas!

☠️ O coronavírus chinês tem uma taxa média de mortalidade de um 6,8% em pessoas infectadas em todas as faixas etárias. Mas entre indivíduos acima de 70 anos essa taxa pode chegar a 20%.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que a campanha de vacinação contra a gripe deste ano começou no dia 23 de março – um mês antes do que no ano anterior, quando teve início em abril para assim diminuir o número de casos suspeitos do novo coronavírus uma vez que os sintomas das duas doenças são similares.

Assim com uma maior imunização da população pode ajudar a descartar casos suspeitos mais facilmente e ajudar a que os Postos de Saúde e Hospitais fiquem menos sobrecarregados de pacientes com sintomas respiratórios. A vacina contra gripe não previne contra o coronavírus. 

Coreia do Sul fecha 2.100 bares e boates após nova onda de surto.

Quanto tempo pode o coronavírus sobreviver em uma superfície?

Quando uma pessoa infectada tosse ou espirra, gotículas contendo partículas virais podem pousar no nariz ou na boca de outra pessoa ou ser inaladas.

Mas uma pessoa também pode contrair o novo coronavírus se tocar em uma superfície ou objeto que tenha partículas virais e depois tocar sua boca, nariz ou olhos, de acordo com o CDC.

Embora os especialistas ainda não tenham determinado exactamente quanto tempo o novo vírus pode permanecer numa superfície como metal, madeira, dinheiro, plástico ou vidro, estima-se que esteja entre cinco minutos e nove dias, tendo em conta os dados de epidemias semelhantes.

Com o aumento dos casos de coronavírus em todo o mundo, as preocupações sobre os modos de transmissão e sua duração em superfícies levaram países como a China a se livrar de suas notas (colocando-as em quarentena ou destruindo-as) em um esforço para controlar o vírus.

Mapa em tempo real da propagação

Para mais informações visite o site do Johns Hopkins University, eles criaram um mapa que reúne informações atualizadas da propagação do vírus ao redor do mundo.


Atualização em tempo real da propagação do vírus ao redor do mundo. (Fonte: Johns Hopkins University)

Principais Sintomas do Coronavírus

Os sintomas do Coronavírus conhecidos até agora são bem parecidos com o de gripe, ou seja, a pessoa começa a ter febre, constipação, dor no corpo, tosse e também dificuldades para respirar chegando a ter faltas de ar.

Além disso, há sintomas parecidos com o da pneumonia com o passar dos dias, dessa forma, pode ser constado em exames infecções no trato respiratório inferior, como pulmões, traqueia, brônquios, bronquíolos e alvéolos pulmonares.

Os especialistas revelam que os sintomas mais marcantes desse novo vírus é a tosse, dificuldade de respirar e a febre, portanto, sintomas realmente bem gerais que podem se enquadrar em diversas doenças.

Além desses sintomas em casos mais graves pode chegar a aconter uma pneumonia grave com insufiência respiratoria aguda, insuficiência renal, septicemia ou até a morte.

De acordo com uma análise da Organização Mundial da Saúde (OMS) baseada no estudo de 56 mil pacientes, 80% dos infectados desenvolvem sintomas leves (febre, tosse e, em alguns casos, pneumonia), 14% sintomas severos (dificuldade em respirar e falta de ar) e 6% doença grave (insuficiência pulmonar, choque séptico, falência de órgãos e risco de morte).

Você sabe o que é insuficiência renal?

7 Sintomas de insuficiência renal

  1. Dores nas pernas e costas. O sinal mais comum de doença renal crônica é a dor persistente nas pernas e nas costas perto dos rins.
  2. Urgência urinária. Os rins produzem urina para filtrar os resíduos do corpo.
  3. Cansaço.
  4. Inchaço.
  5. Pele irritada.
  6. Náuseas.
  7. Sabor metálico.

Quais são as pessoas que correm um maior risco de contágio?

Qualquer pessoa pode ser afetada pelo Covid-19, porém, as pessoas de maior risco são pessoas de idade, gravidas, imunodeprimidos ou com doenças crónicas como diabetes ou asma. Já as crianças se mostram menos vulneráveis, muitas vezes nem mesmo manifestando os sintomas da doença.

Atenção, idosos! 

Pessoas com mais de 60 anos, gravidas e pessoas com doenças crônicas, como diabéticos ou asma e aqueles com doenças cardiovasculares, são os mais vulneráveis da população ao #coronavírus (Covid-19). Devem buscar isolamento para evitar o contágio pela doença.

As pessoas que estejam dentro desses grupos da população evitem sair de casa, viajar, cinemas, shoppings ou qualquer lugar com aglomerações.

Para as demais pessoas, se possível, evitar aglomerações ou manter uma distância segura de uma pessoa para outra.

Como é feito o diagnóstico no Brasil em caso de suspeita?

Quando a pessoa apresenta sintomas, viajou ou teve contato com alguém que viajou recentemente para China (ou pra outro país onde já há registros de casos), o ideal é procurar ajuda médica para o devido diagnóstico.

Para confirmar a doença é necessário realizar exames de biologia molecular que detecte o RNA viral. O diagnóstico é feito com a coleta de amostra, que está indicada sempre que ocorrer a identificação de caso suspeito.

São feitas coletas dos materiais respiratórios, sendo a aspiração de vias áreas ou indução de catarro, sendo que a coleta desse material deve ser feita por duas vezes para realizar exames de biologia molecular.

exame para detectar coronavirus

Segundo o Ministério da Saúde, as amostras são enviadas com urgência para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen).

Os exames vinham sendo feitos apenas por três laboratórios de referência: A Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e o Instituto Evandro Chagas, no Pará. Desde o dia 18 de março todos os Laboratórios Centrais de Saúde Pública dos 26 Estados e do Distrito Federal são aptos a fazer estes testes.

Infelizmente tem faltado material para fazer os testes, muitas das amostras já coletadas dos pacientes na rede pública ainda não foram examinadas. Somente no Instituto Adolfo Lutz, a fila de espera era de 12 mil amostras até o último sábado, de acordo com a secretaria Estadual de Saúde de SP. O Instituto Adolfo Lutz tem capacidade para examinar apenas 400 amostras por dia, e chegam por volta de 1.200 novas diariamente.

Os casos graves e detectados devem ser encaminhados diretamente para um Hospital de Referência para que o isolamento e o tratamento possam ser feitos. Por outro lado, os casos considerados leves devem ser acompanhados pela atenção primária.

📌 O Ministério da Saúde vai contratar a 5.811 novos médicos para combatir o Coronavírus (Covid-19) para atuar nas capitais e cidades mais vulneráveis. As inscrições começaram a partir do dia 16 de Março e as  inscrições podem ser feitas até 22/03!  Confira toda a informação: AQUI.

Tratamento para o novo Coronavírus

Infelizmente ainda não há um tratamento certo e definido para o novo Coronavírus, por ser tudo muito novo, ainda estão aparecendo soluções e pesquisadores chineses estão trabalhando para uma vacina.

Porém, até agora os médicos indicam repouso por parte do paciente, além de um alto consumo de água para manter – se hidratado.

Conforme as particularidades e sintomas apresentados em cada caso pode acontecer também o uso de medicamentos para dor e para febre (Paracetamol), ou mesmo medidas como humidificador no ambiente e banho quente para o alívio de dores na garganta ou da tosse apresentada.

Espera – se que daqui pra frente o tratamento contra o vírus vá avançando.

Para evitar o contágio, recomenda-se lavar as mãos frequentemente com água e sabão, evitar tocar a boca e nariz, manter uma distância de 1,5 metros entre as pessoas e evitar grandes concentrações de pessoas.

Cloroquina e Hidroxicloroquina

O ministério da Saúde anunciou que passará a utilizar a cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento de pacientes com sintomas graves do novo coronavírus. O tratamento ainda é experimental e esta sendo utilizado outros países como os Estados Unidos.

Os medicamentos não são indicadas para prevenir a doença e nem tratar casos leves.

Situação epidemiológica do #Coronavírus no Brasil hoje

No dia 26 de fevereiro foi confirmado o primeiro caso positivo de de coronavírus no Brasil um empresário de 61 anos e morador no munícipio de São Paulo, foi infectado após retornar de uma viagem, entre 9 e 21 de fevereiro, na atualidade ele está curado.

Brasil confirma 496 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas!

Até o momento o Brasil teve nesta segunda-feira (11/5) um incremento do 12% nos novos casos e um 13% de incremento nos óbitos nas últimas 24 horas:

  • 😷 162.699 casos confirmados no Brasil.
  • 🦠 8.318 pacientes internados graves.
  • 💪🏻 64.957 recuperados. 
  • 💔 11.123 óbitos em todo o pais.

Fonte: Ministério da Saúde

Como deve de ser feito o isolamento em caso de ter Coronavirus?

Aquelas pessoas com algum tipo de sintoma gripal mesmo que seja leve, como tosse, dor de garganta, cansaço devem ficar em casa.

Existem motivos para ficar em alerta no Brasil?

Sim. O coronavírus (rebatizado de Covid-19) chegou ao Brasil, o Ministério da Saúde do Brasil está monitorando varios casos de coronavírus, e a partir disso, podemos dizer que há um alto risco de contagio porque já existem muitos casos confirmado no país.

Até à data de acordo com as fontes consultadas, a probabilidade da doença se propagar na América Latina e do Caribe era baixa, isso porque há menos viajantes e voos diretos da China e Italia em comparação com outros países. Mas infelizmente o COVID19 tem um alto grau de contagio no momento.

Como se proteger contra o Covid-19?

No Brasil, o presidente Jair Bolsonaro assinou medida provisória (MP) que destinou um crédito extraordinário de mais de R$ 11 milhões ao Ministério da Defesa para custear ações de enfrentamento de “emergência de saúde pública de importância internacional” provocada pelo coronavírus.

Na atualidade o Governo brasileiro liberou por volta de R$ 600 milhões para os municípios para fortalecer o atendimento hospitala em combate ao covid19. Outros R$ 400 milhões já haviam sido enviados a todos os estados do país, neste mês, para reforçar ainda mais o atendimento.

Algumas das Medidas Econômicas do Governo

O secretário especial de Previdência do Ministério da Economia, Bruno Bianco, anunciou nesta quarta-feira que o Governo editou uma Medida Provisória que permite a redução dos salários e da jornada de trabalho. Com validade de 90 dias, a diminuição de ambos pode ser de 25%, 50% ou 70%.

Para compensar a perda de renda do trabalhador, o Governo irá complementar o valor com o seguro desemprego: caso a redução salarial seja de 25%, este será o montante recebido via seguro. A MP também obriga o empregador que cortou a jornada do empregado por determinado período a garantir sua estabilidade no cargo pelo mesmo tempo.

Além disso o presidente Jair Bolsonaro sancionou o auxílio emergencial para trabalhadores informais, autônomos, microempreendedores individuais e outros afetados pelos efeitos da pandemia de Covid-19 no valor de R$ 600 mensais durante três meses. O o auxílio emergencial atende até 2 membros da mesma família, podendo chegar até os R$ 1.200,00.

O Planalto vinha sendo cobrado pela demora na sanção do auxílio, que havia sido aprovado no Congresso no dia 30. De acordo com Bosonaro, 54 milhões de brasileiros serão beneficiados com a medida, a um custo aproximado de 98 bilhões de reais aos cofres públicos.

Quem tem direito ao voucher de 600 R$?

Para ter direito ao auxílio emergencial será preciso se enquadrar em algumas das condições abaixo:

  • Ser pessoa jurídica (Micro Empreendedor Individual, ou MEI);
  • Estar inscrito Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal até o último dia 20 de março;
  • Cumprir o requisito de renda média (renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, e de até 3 salários mínimos por família) até 20 de março de 2020;
  • Ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social.
  • Ter mais de 18 anos;
  • Ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50);
  • Ter renda mensal até 3 salários mínimos (R$ 3.135) por família;
  • Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.

Como se proteger contra o Covid-19?

Por fim, as pessoas ficam bem preocupadas quanto a proteção, um fator de extrema importância em locais aglomerados ou em viagens para países com doentes já infectados e use máscara.


Se você vai viajar ou quer saber como se proteger há diversas medidas que podem ser tomadas para diminuir a transmissão do Coronavírus, entre elas podemos destacar:

  • Lavar as mãos de forma frequente, sempre utilizando água e sabonete e fazendo toda higienização por pelo menos 20 segundos. Em casos de falta de sabonete pode – se utilizar desinfetante para as mãos a base de álcool;
  • Evite sempre de tocar regiões como olhos, nariz e boca se a mão não estiver lavada;
  • Evite contato próximo com pessoas que apresentam infecções respiratórias ou que estejam infectadas pelo vírus;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • Limpe seu aparelho celular. Para limpar o celular, pode-se usar uma solução com mais ou menos metade de água e metade de álcool, além de um pano limpo.
  • Evite aglomerações;
  • Se estiver doente, tente ficar em casa, pois o seu sistema está mais vulnerável, reforçar os hábitos de higiene;
  • Se tem sintomas, não saia de casa;
  • Cobrir a boca e o nariz quando for tossir ou espirrar com um lenço ou com o braço, nunca com as mãos;
  • Quem não tem sintomas não precisa usar máscara;
  • Limpar e desinfetar objetos e locais que são tocados com frequência e por todos.
  • Use máscara.
DOIS METROS de distância entre uma pessoa e outra! Essa é a recomendação atual de distância social.

Máscara de pano

A máscara de pano ajuda a reduzir a transmissão do coronavírus. Cada pessoa deve ter pelo menos 5 máscaras de pano. Mas essa quantidade vai variar, dependendo da rotina de cada um. Quer fazer a sua máscara?

Confira o nosso tutorial:

Viajei para fora do Brasil e agora?

Se você viajou para uma das areas de risco, e passou a ter sintomas procure uma unidade de saúde ou informe as informe as autoridades quando chegar. Caso você tenha viajado para qualquer otro lugar fique calmo e faça sua vida normalmente.

Quando vírus surgem dessa forma, as unidades credenciadas ao SUS são as mais preparadas, por isso se você ainda não tem o seu Cartão do SUS faça no posto de saúde mais próximo de sua casa.

E não se esqueça lave as mãos com água e sabonete frequentemente lave, entre os dedos, sobre a mão, as unhas. Não adianta só passar a mão debaixo d’água. Caso não possa lavar as mãos utilize álcool em gel a 70% para higienizá-las.

Ministerio da Saúde cria aplicativo sobre o Coronavírus

A tela inicial do aplicativo tem um botão de cor vermelho com a pergunta “Está se sentindo mal?“, que traz uma lista de perguntas que podem ajudar em um auto diagnóstico de infecção Covid-19.

Como baixar o aplicativo?

O aplicativo está disponível para Android e IOS. Baixe agora e fale para familiares e amigos fazerem o mesmo.

Baixe agora o aplicativo e não esqueça de lavar sempre as suas mãos e manter seu celular higienizado.

Tire suas dúvidas

Para maiores informações: Médicos e enfermeiros da Atenção Primária e da Estratégia Saúde da Família podem tirar dúvidas sobre a doença no canal de atendimento exclusivo, de segunda a sexta, das 8h às 17h30. É só ligar gratuitamente para: 0800 644 6543.

Gostou de nosso artigo? Tem alguma dúvida, critica ou sugestão? Utiliza o formulário abaixo para nos enviar uma mensagem, e entraremos em contato o mais rápido possível.

O artigo foi de ajuda? Avalie 5⭐️:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (26 votos, média: 4,19 de 5)
Loading...
Compartilhe nas redes sociais!

Voltar ao topo