Skip to content

Como conseguir uma Cirurgia de Ginecomastia pelo SUS 2019

Você sabe o que é a Ginecomastia? Sabe quais são suas principais causas e se tem cura? Quer saber como é a cirurgia, quem pode fazer e se é possível conseguir a cirurgia de ginecomastia pelo SUS gratuitamente?

Neste artigo, passaremos todas essas informações para você, por isso, fique atento e leia até o final! Começamos? 🙂

O que é a ginecomastia?

A Ginecomastia masculina é uma neoplasia caracterizada pelo crescimento de mamas de tamanho fora do normal que atinge a meninos e homens. É algo muito comum, que atinge em média 1/3 da população masculina, podendo atingir mais da metade dos adolescentes.

o que é ginecomastia
Ginecomastia 2019: O que é, causas, tratamento, cirurgia e preço!

Essa condição pode acontecer em uma ou em ambas as mamas.

Graus da Ginecomastia

A ginecomastia é classificada em três diferentes graus. Essa diferenciação entre eles permite avaliar a evolução do problema.

  • Ginomastia Grau 1 – Esta é a primeira fase da ginecomastia. O aumento observado nos mamilos não é muito pronunciado e não há excesso de pele. O tecido glandular pode ser facilmente removido.
  • Ginomastia Grau 2 – Nesta fase já se observa uma hipertrofia moderada das glândulas mamárias e o aumento pode ser acompanhado por um acúmulo de gordura nessa região.
  • Ginomastia Grau 3 – Apresenta excesso de gordura e tecido glandular, bem como flacidez e excesso de pele no local. A intervenção cirúrgica da ginecomastia grau III requer uma incisão externa na aréola, na pele e também uma reposição aréolo-papilar.

O que causa a ginecomastia masculina?

Muitas pessoas acreditam que esse problema se dá devido ao excesso de gordura (pseudoginecomastia), porém, ao contrário disso, é devido ao excesso de tecido mamário e não devido a depósitos de gordura.

Geralmente, isso acontece como consequência de um desequilíbrio hormonal no organismo, devido um aumento incomum de estrógeno, que é um hormônio predominantemente feminino.

A ginecomastia pode aparecer após o nascimento, na adolescência ou na andropausa, que é após os 55 anos de idade.

Ela também pode aparecer como consequência de algumas doenças, como tumores testiculares, de pulmão ou fígado ou outras causas como hipertireoidismo, gordura no fígado e hipogonadismo.

Medicamentos e antibióticos que tratam gastrite e hipertensão também podem impactar o crescimento das mamas, bem como anabolizantes, suplementos ou drogas e álcool.

Porém, em geral, os casos são de causa idiopática, na qual não há evidencias do que causou a doença.

Vale ressaltar de deve-se tomar cuidado com a falsa ginecomastia, onde o evento acontece não por desordem hormonal e sim por sobrepeso, pois nestes casos, medicamentos hormonais não são recomendados para o tratamento.

Esse problema não costuma causar problemas sérios de saúde, porém pode ter como consequência problemas na autoestima dos homens.

Como tratar a doença?

Antes de se fazer a cirurgia, cada caso será estudado para determinar a possível causa do excesso de mama (função hepática alterada, medicação estrogênica ou consumo de esteróides anabolizantes, por exemplo)  e determinar se a cirurgia é necessaria pois através de tratamentos com medicamentos é possível resolver o problema.

Uma mamografia pode ser realizada para descartar qualquer anomalia e determinar a composição da mama (gordura e tecido glandular).

Quem pode fazer a cirurgia reparadora de ginecomastia?

A cirurgia de ginecomastia é uma cirurgia plástica reduz o tamanho das mamas nos homens e pode ser feita por homens que tenham a doença, porém, é indicado que o paciente seja maior de 18 anos, pois se o paciente estiver passando pela puberdade, deve se evitar outro procedimento cirúrgico com o mesmo fim posteriormente.

O paciente também deve estar em boas condições físicas para realização do procedimento, e é recomendado que ele busque entender as causas do aumento das mamas, sendo indicado que este passe pelo endocrinologista antes de passar pela operação.

Quem não pode fazer a cirurgia?

A cirurgia da ginecomastia é contra-indicada para fumantes ou pessoas com problemas de alcoolismo, bem como para pessoas com doenças cardiovasculares, problemas autoimunes, sistêmicos ou de coagulação.

O que é e como é feita a cirurgia de ginecomastia?

A cirurgia de ginecomastia consiste na remoção da glândula mamária por completo, pois caso fique alguma parte do tecido, ele voltará a crescer.

como é a cirurgia de ginecomastia

É feita a incisão, que de irá depender da quantidade de tecido a ser removido, na qual mamas maiores necessitarão de uma remoção maior na pele, deixando cicatrizes maiores.

Em alguns casos, é colocado também um dreno, para a saída do pus e demais secreções que podem se formar por causa do corte.

Geralmente, o corte é feito ao redor do mamilo em formato de meia lua, com a abertura virada para cima.

A cirurgia é feita com anestesia local e sedação, dura cerca de 1 hora, e geralmente o paciente recebe alta no mesmo dia ou após 8 a 12 horas após o procedimento, podendo retornar ao trabalho em cerca de três dias.

Vale ressaltar que também existe a possibilidade de lipoaspiração, em casos onde o aumento de mamas é causado somente por excesso de gordura, ou até mesmo combinação dos dois procedimentos, onde é retirado o excesso de gordura e após, a glândula.

Pós-operatorio

Uma vez realizada a operação, é necessário repouso absoluto durante as primeiras 48 horas, onde o paciente está em posição semi-reclinada.

Durante este tempo, o paciente pode sentir desconforto, muito semelhante à sensação de rigidez no peito. Nas próximas duas semanas, o paciente deve evitar ou limitar as atividades físicas e até 30 dias é necessário o uso de cinta cirúrgica.

Após 30 dias, o paciente pode retomar o exercício físico.

Qual o valor da cirurgia em uma clínica particular?

O valor do procedimento pode variar de caso para caso, mas em geral, custa entre R$ 2000,00 e R$ 7.000,00 em clínicas particulares.

Porém, como é uma operação cara, o SUS oferece gratuitamente para quem não pode pagar.

Como solicitar e conseguir a cirurgia de ginecomastia pelo SUS 2019?

Para conseguir a cirurgia de ginecomastia pelo SUS, o paciente deve, primeiramente, agendar uma consulta com o médico do SUS em uma unidade de saúde. Para fazer esse agendamento, não se esqueça de levar consigo a Carteirinha do SUS.

Após isso, ele passará para triagem para avaliação e verificar se o caso realmente precisa de cirurgia ou somente medicamentos podem resolver.

Caso seja avaliado e conferido a necessidade de cirurgia, são feitos alguns exames e a unidade poderá fazer o encaminhamento para um hospital da rede pública para então fazer o procedimento.

Qual é o tempo de espera para cirurgia de ginecomastia pelo SUS? Demora?

O tempo de espera para poder realizar o procedimento pode variar de acordo com o grau da doença, uma vez que situações mais urgentes são priorizadas para cirurgia.

Por isso, é indicado que se converse com os profissionais do caso, para que estes possam dar uma estimativa de tempo de acordo com seu caso e disponibilidade na sua cidade ou região.

Resultados de ginecomastia antes e depois

ginecomastia em homens

ginecomastia em homens  ginecomastia antes e depois

Pronto! Agora você já sabe como é feita a cirurgia de ginecomastia e como conseguir ela pelo SUS! Esperamos que você tenha gostado desse artigo!

O artigo foi de ajuda? Avalie 5⭐️:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (29 votos, média: 4,62 de 5)
Loading...
Compartilhe nas redes sociais!